Especial: saiba como reciclar o seu lixo sem sair de São João Nepomuceno

0
3912

Garrafas pet, potes de plástico, sacolas, caixas de leite, saquinhos e todo tipo de papel, papelão, plástico e metal, além dos recipientes de vidro. Já parou para pensar na quantidade de materiais reaproveitáveis que você produz dentro de casa e descarta no lixo comum? Já pensou em reciclar o seu lixo?

Pouca gente sabe, mas em São João existem postos de coleta de materiais recicláveis. Como o do sr. Juracy da Silva.O galpão dele fica na rua atrás da “Feirinha” (Juvenal de Matos, 50).

Ele recolhe materiais recicláveis e vende o volume para empresas de Juiz de Fora e da Região. Detalhe: de acordo com o Sr. Juracy, ele faz isso em SJN há mais de 20 anos.

batch_2IMG_8832Quer ganhar dinheiro com o lixo também? Pode começar vendendo para o próprio Sr. Juracy. Ele compra esse tipo de material “no quilo”.  Papelão, metais, plástico. Exceto vidro. Caso seja em maior quantidade, é só combinar que a gente busca busca na casa da pessoa” disse sr. Juracy.

batch_2IMG_8797Outro ponto de coleta de recicláveis em SJN fica no bairro industrial, ao lado da creche municipal, próximo ao Sesi/Senai. O sr. André Aglio é o dono do galpão. Ele fica a maior parte do tempo na rua, porque faz as coletas de recicláveis pela cidade. Você pode combinar com ele de deixar no galpão próximo ao Sesi ou de ele recolher na sua casa. Vale fazer contato também pela página no Facebook: https://www.facebook.com/agliosreciclaveis

Além desses 2 pontos de coleta, existem diversos catadores de materiais recicláveis na cidade, que fazem do seu lixo o “ganha-pão” de cada dia. Por isso, não hesite em separar e entregar para quem vive disso. Além de não poluir a cidade e evitar doenças, todo esse “lixo” vai seguir gerando valor.

(Depósito do Sr. Juracy da Silva, Rua Juvenal de Matos, 50 – Fotos: Portal SJ Online)

Coleta seletiva e transporte do lixo reciclável

Ainda não existe um caminhão ou veículo público que realize a coleta seletiva desses materiais. Também não existe nenhum convênio, parceria formal, diálogo ou qualquer suporte do poder público com a cadeia de catadores e postos de coleta.

Não há tambores ou cestos para a comunidade depositar o lixo, que fica todo exposto, na rua mesmo, aguardando o caminhão passar. Muitas vezes os cães de rua passam antes do caminhão e rasgam as sacolas, espalhando lixo pelas ruas.

Latões para coleta seletiva em alguns pontos da cidade. Exemplo da Prefeitura de BH
Latões para coleta seletiva em alguns pontos da cidade. Exemplo da Prefeitura de Belo Horizonte

Lixão e ferro velho a céu aberto: as imagens enviadas por internautas à redação do Portal SJ Online mostram lixo acumulado no Bairro Centenário e carcaças de carros no bairro Caxangá.

Nunca houve em SJN, por parte do poder público, nenhuma ação no sentido de educar a população e implementar coleta seletiva. E pode ser que demore a acontecer. De acordo com atual Secretário de Desenvolvimento Urbano, Milton Salgado, os custos de implementar uma usina de triagem e reciclagem de materiais são muito altos e estão fora do orçamento da Prefeitura.

De acordo com ele, a alternativa imediata que o Executivo encontrou para a questão do lixo em SJN é terceirizar a coleta e a destinação, sob a gestão de empresas especializadas. Ou seja, levar o lixo para locais adequados, mas fora de São João. O problema é que, nesse caminho, vai embora também a oportunidade de transformar lixo em riqueza.

Sem um sistema público formal de coleta seletiva funcionando, separar e reciclar o lixo em São João é um desafio e ainda depende muito da boa vontade de cada cidadão. Mas quem pensar bem nos benefícios, vai concluir que não custa nada:

1 – Separar o lixo “seco” (recicláveis) do lixo “úmido” (lixo de banheiro, cozinha, restos de alimentos).

Desenho Materiais ReciclagemATENÇÃO: é muito importante separar o lixo reciclável “seco” do lixo orgânico “úmido”. Quando são misturados, inviabilizam o trabalho dos catadores e acabam indo parar no Aterro Sanitário Controlado do mesmo jeito.

Leia também: Posto de coleta em SJN troca o óleo de cozinha usado por materiais de limpeza novos

2 – Lixo úmido é coletado pelo caminhão da Prefeitura. Confirme os dias e horários da coleta no seu bairro, na sua rua – cuidado para não deixar o lixo no dia errado. Amarre bem os sacos de lixo e deixe em um lugar de fácil acesso para os lixeiros – e difícil acesso para os cães, sem obstruir a via de pedestres. Parece muito, mas é o mínimo.

3 – Os materiais recicláveis devem ser minimamente lavados para que não produzam mau cheiro ou atraiam moscas. Lavagem rápida, utilizando pouca água.

4 – Após lavados e secos, podem ser depositados em sacolas plásticas grandes ou sacos de lixo grandes.

DICA: Para agilizar, não é necessário separar cada tipo de material. Junte tudo em uma única caixa ou sacola grande. Amasse as caixinhas e latas para reduzir o volume.

5 – Quando acumular um volume que comece a ocupar muito espaço, leve até um dos postos de coleta citados na material ou ligue e peça para coletarem (endereço e contato no final do post).

No início pode parecer trabalhoso. Mas com o passar dos dias, o comportamento fica quase automático.  É aí que você percebe que uma simples mudança de hábito faz toda a diferença. Hoje e para o futuro.

(Incêndio clandestino no Aterro Sanitário “Controlado” de SJN Jan/2017 – Portla SJ Online)

Leia também: Incêndio tóxico no Aterro Sanitário de SJN completa uma semana

Leia também: LIRa aponta 2,1% de infestação de Aedes aegypti em São João Nepomuceno

O exemplo de Descoberto

Na cidade de Descoberto, há 13 km de SJN, funciona, desde 2002, a Unidade de Triagem e Compostagem. A coleta seletiva começou em 2011.

Todo o lixo que é recolhido pelo caminhão da Prefeitura é encaminhado para um depósito e lá é separado corretamente, compactado e vendido para empresas maiores.

Triagem lixo

Diariamente são processados 1,3 toneladas de lixo. Após a triagem, o lixo que não serve para reciclagem segue para o Aterro Sanitário Controlado.

Além de todos os benefícios da reciclagem para o meio ambiente e prevenção de doenças, o empreendimento emprega cerca de 11 trabalhadores e gera renda para os cofres da Prefeitura.

Endereço e contatos dos galpões de coleta de materiais recicláveis:

– Depósito Sr. Juracy da Silva (Atrás da feirinha, próximo a Independência Motos)
Rua : Juvenal de Matos, 50
Tel: (32) 98858-8489
Horário de funcionamento: 8h as 18h (funciona durante o horário do almoço)

– Sr André Aglio ( próximo ao Sesi/Senai)
Rua Elza Sporch de Freitas, Número 205, Bairro Industrial
Tel: (32) 99959-1959 e (32) 99807-9275
Horário: combinar com o sr André

 

Conteúdo realizado com colaboração da internauta e cidadã, Flaviana Fávero.

Reportagem e fotos: Diego Camilo

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Entre com seu nome por favor