Médico são-joanense é o primeiro da Zona da Mata a realizar transplante de fígado

0
75

O médico são-joanense Gláucio Silva de Souza realizou, na semana passada, o primeiro transplante de fígado registrado na Zona da Mata e Campo das Vertentes. O procedimento foi realizado na Santa Casa de Misericórdia, em Juiz de Fora, e representa um avanço para a população da região.

Gláucio é médico cirurgião e professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Levando em conta que, segundo a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), houve queda de 11,4% no total de doações de órgãos efetivas em todo o estado nos últimos três anos, esta é uma importante conquista.

Após o sucesso da cirurgia, o médico quer agora dar continuidade à lista de receptores também de fígado, pois, segundo ele, existe na região um número considerável de doadores.

“Nós não podemos brincar com a confiança do paciente. Pode haver um doador no mesmo hospital que um paciente necessitado, mas a lista será respeitada e o órgão vai para o primeiro da fila da lista regional”, explicou.

O são-joanense conta com experiência internacional e estuda o tema desde 2000. Ele é referência em transplantes na região e chefia a equipe da Santa Casa.

“Dedico a minha vida a isso. As pessoas ao meu redor já sabem que a qualquer momento posso ser acionado, mas eu já me acostumei e faço com prazer, pois foi isso que eu escolhi para mim”, relatou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO