LIRAa aponta 2,1% de infestação de Aedes aegypti em São João Nepomuceno

0
1156

O primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de São João Nepomuceno em 2017 apontou índice de 2,1%, o que deixa a cidade em estado de alerta. A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira (12/01).

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde (MS) o índice para ser considerado satisfatório deve estar abaixo de 1%. Quando está entre 1% e 3,9% a cidade está em situação de alerta e se os indicadores estiverem com valor de 4% ou superior há risco de surto.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, foram vistoriadas 438 residências e 44,4% dos focos foram encontrados no lixo, em plásticos, latas e garrafas. Outros 33,3% foram encontrados em depósitos fixos, como piscinas, tanques e vasos sanitários. Os bairros que apresentaram maior incidência de infestação foram São José, Caxangá, Santa Rita, Bela Vista e Três Marias.

Ações intensificadas

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde os agentes de endemias tiveram o horário de visitas às residências ampliado desde o início de 2017, trabalhando no horário de 7 horas às 16h30. Além da inspeção são realizadas também ações de conscientização contra a dengue.

A Secretaria Municipal de Obras informou que está realizando mutirão de limpeza nos bairros, para recolhimento de lixo e entulhos. Outra ação que está sendo desenvolvida é a limpeza do córrego que corta a cidade, como forma de evitar o acúmulo de materiais que sirvam de criadouro para o mosquito.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Entre com seu nome por favor