Bancos de SJN devem permanecer em greve até quinta-feira

0
1362

Após uma semana de paralisação, a greve dos bancários fechou cerca de metade das agências do país, e em SJN não foi diferente. Banco do Brasil, Caixa e Bradesco estão com o atendimento ao público paralisado tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

Os caixas eletrônicos e operações por canais digitais, como telefone e internet, funcionam normalmente. De acordo com João Felipe Martins, da agência do Banco do Brasil de São João Nepomuceno, os atendimentos pessoal dos caixas e nas mesas é que está paralisado. 

whatsapp-image-2016-09-13-at-14-59-31João Felipe explicou à reportagem do SJ Online que as demandas de rotina, como saques, depósitos, transferências e pagamentos de conta podem ser realizadas normalmente nos caixas eletrônicos, sem nenhuma restrição.

“Demandas que fujam aos padrões e não possam ser atendidas nos terminais eletrônicos, podem ser tratadas diretamente com a gerência pelo telefone e serão avaliadas caso a caso.  whatsapp-image-2016-09-13-at-14-59-311Nossa intenção é que ninguém fique prejudicado”, garantiu Felipe.

Caso a demanda não possa, de fato, ser resolvida pela agência de SJN por conta da paralisação, o gerente orienta que as pessoas busquem as agências de Guarani e Rio Novo, que não aderiram à greve e funcionam normalmente, com atendimento ao público.

Na tarde desta terça-feira (13), os bancários voltam a se reunir com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) em São Paulo. Caso haja acordo, a expectativa é de que as agências voltem a funcionar na próxima quinta-feira (15).

Reunião de representantes da Contraf-CUT com membros da Fenaban
Reunião de representantes da Contraf-CUT com membros da Fenaban

Balanço da Greve

A greve foi deflagrada em todo o país no dia 6 de setembro, pela Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT), para pressionar a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

De acordo com o último balanço divulgado nesta segunda-feira (12) pelo Sindicato dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da Zona da Mata e Sul de Minas (Sintraf), somente em Juiz de Fora 41 agências estão paralisadas, sendo 20 bancos privados e 21 bancos públicos. Ao todo, são 57 agências sem funcionamento na região.

Reivindicações

De acordo com a Contraf-CUT, “desde a data da entrega da minuta de reivindicações dos bancários à Fenaban, no dia 9 de agosto, já ocorreram cinco rodadas de negociações e os banqueiros não apresentaram proposta decente aos trabalhadores”.

A proposta que a Fenaban apresentou no dia 29 de agosto foi de reajuste de 6,5% no salário, na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3 mil. De acordo com o sindicato, a oferta não cobre, sequer, a inflação do período, projetada em 9,57% para agosto deste ano e representa perdas de 2,8% para os bancários.

Na pauta de reivindicações dos bancários estão: reposição da inflação do período mais 5% de aumento real; valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$3.940,24 em junho); PLR de três salários mais R$ 8.317,90; combate às metas abusivas, ao assédio moral e sexual; fim da terceirização; mais segurança e melhores condições de trabalho.

Telefones dos Bancos em São João Nepomuceno:

Banco do Brasil: (032) 3261-1911

Caixa Econômica: (032) 3261-2300

Bradesco: (032) 3261-4282

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Entre com seu nome por favor